Íris Alves Lacerda é de Rondonópolis, em Mato Grosso, e cresceu no interior da Bahia. Tem formação em Comunicação Social pela UFMT, onde foi bolsista no Cineclube Coxiponés por dois anos. Faz parte do Coletivo de Mulheres e Pessoas Transgênero do Departamento de Fotografia (DAFB). Recebeu o Prêmio RAD da Rede Argentina de Documentaristas pelo documentário "Majur" (2018), indicado ao Grande Prêmio do Cinema Brasileiro e disponível no Itaú Cultural Play. “Meu Rio Vermelho” (2016) exibido no Canal Brasil e indicado ao Prêmio ABC estudantil 2017.

  • Vimeo
  • Instagram
  • YouTube
  • Facebook
  • Flickr
Sem-Título-1.png

filmesimples é uma produtora independente de obras audiovisuais para internet e cinema. Com passagens por laboratórios e eventos como ICUMAM Lab, MT Lab, SAPPI e Rio2C. Os curtas-metragens somam mais de 150 exibições físicas, sendo 27 no exterior, 22 prêmios e licenciamentos para o Canal Brasil e Itaú Cultural Play.

  • Prêmio Prix RAD (Rede Argentina de Documentaristas) 

  • Publicação Livro “Cinema e Audiovisual em Mato Grosso”. (O Cinema Entre Rios, 2022)

  • Indicado - Prêmio ABC 2017 - Categoria Estudantil, Meu Rio Vermelho (2016)

  • Indicado - Grande Prêmio do Cinema Brasileiro 2019. Majur (2018)

  • Prêmio SESC Amazônia das Artes 2017. Meu Rio Vermelho (2016)

  • 1º Lugar Categoria Profissional Maratona Fotográfica Cuiabá-MT, 2015

  • Prêmio URBS de Fotografia - Livro Antologia da Fotografia Editora Vivara, Brasília-DF, 2016

  • Seleção 46º Festival de Cinema de Gramado, 28º Curta Cinema, 26º Mix Brasil, 22ª Mostra de Tiradentes. Majur (2018)

 

  • Cururu e Siriri - Tradição no Coração. - XVII Congresso de Ciências da Comunicação Centro-Oeste, Campo Grande-MS

  • Meu Rio Vermelho - XVIII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Centro-Oeste PUCGO - Goiânia - GO

contato

Obrigado(a)!

  • Vimeo
  • Instagram
  • Instagram
  • Youtube
  • Behance
  • LinkedIn
  • Facebook